Segundo dia do nascimento.

Por volta dos meus 39 anos, orando no Espírito Santo de Deus, ele me levou para dentro de um gavetão, tudo escuro, sem ar, e me ví dentro sufocada , um bebê de cara amassada, chorando muito, e Jesus veio e disse:

_ Filha, quando estava lá, você não estava sozinha, estou do seu lado te carregando, sempre! Te protegi, e te amo! Nunca te abandonei!

Passando algum tempo, fui visitar minha vovó que ainda estava viva, e perguntei para ela se minha mãe, quando me deu á luz foi direto para fazenda ou ficou na casa dela.

Disse minha vovó:

_ Sua mãe ficou na minha casa,alguns dias, depois foi com todos seus irmãos, para fazenda. E lembro que você era tão pequenina, não tinha berço, colocamos dentro de uma Gavetão aberto, ou seja uma gaveta de armário grande, que tem até hoje no meu quarto…

Foi quando lembrei que Jesus tinha falado, deste ocorrido, recém-nascido.

E assim confirmei este momento, que alguém fechou o gavetão, fiquei sem ar para respirar, tudo escuro, fiquei com muito medo e foi minha primeira sensação de abandono.

Mas orando agora, Deus tem trazido tantas coisas, para me curar, e limpar meu coração!

Jesus está com você , onde você está, e ele somente ele pode te salvar!

Eu ví alguém depois de muito tempo abrir à gaveta, ver a claridade entrando na gaveta e senti uma salvação de alívio, entrando dentro de mim!

Muitas coisas acontecem com todos nós, mas Jesus está lá se clamarmos, curando nossas feridas emocionais , principalmente também , cura agora.

E estas feridas tem que ser saradas, sim, todas, para podermos correr à carreira cristã com liberdade, de coração…

3Jo v.1-2 lemos:

“Meu querido amigo,

tenho pedido a Deus que você vá bem em tudo

e que esteja com boa saúde, assim como

está bem espiritualmente”.