Mudando da fazenda para cidade, aos 5 anos.

Antes de continuar minha história vamos orar: – Jesus todos nós queremos cada dia mais, cura através do Espírito Santo de Deus, em nossos corações. Curando nossa alma, físico, e espírito. Pois sabemos que como o Senhor Deus é triúno, nosso corpo, alma e espírito são triúno, e se um destes está ferido, fora do foco em Cristo , todos os outros estão prejudicados, em crescer, amadurecer, … Jesus te amamos, obrigada por cuidar de nós e de todos os detalhes de nossas vidas!! Jesus te adoramos! Obrigada! Amém!

Por volta dos cinco à seis anos, nossos pais, compraram uma grande casa, em Jataí, perto de nossos avós, mudamos, mas sempre estaria indo e voltando da fazenda, pois meu pai sempre foi fazendeiro, nunca deixou de trabalhar muito no meio dos bois, nos pastos.

Lembro que quando chegamos na casa, todos ficaram muito felizes, pois era e ainda é uma casa muito grande, linda, confortável, na época com 4 quartos, sendo um com suíte, duas cozinhas, sala, garagem para 3 carros, quintal grande atrás, tudo lindo.

Mas eu tinha cinco anos, pequenina, e pensei: -Agora que vou ficar invisível mesmo! Sentia mais solidão, pois era enorme a casa, até achar uma pessoa, era horrível.

Meu quarto era dividido com minhas irmãs, um guarda roupa em conjunto, com três camas lado a lado. Mas como disse por ter ficado muda, não formamos um vínculo normal de irmãos. Mas nesta época, estava desenvolvendo ninha língua, e conseguia falar quase normal.

Mas todos gostaram da mudança, mas eu não gostei, pois na fazenda, querendo ou não, era muito simples, vivia sem preocupação de pentear cabelo ( pois era fazenda), achava todos mais rápidos na fazenda, por não ter energia, forçava todos ficar juntos pertinho do lampião ou lamparina, e saia umas histórias de alguém juntos no lugar semi- escuro, ouvindo rãs, grilos cantando, cheiro de mato, acordando com o galo e o cão latindo, tirar leite direto das vagas quando acorda, bebendo o leite dentro do curral, e acabou o dia de ficar perto dos cavalos, meus amiguinhos.

Apenas nas férias da escola ou alguns final de semana, quando minha mãe decidia ir, íamos na fazenda Macaúba.

Foi para mim uma perda muito grande morar na cidade, em uma casa grande, chique, com tanto conforto, mas mais longe de todos e longe da fazenda que amava…

Jesus estava e está connosco o tempo todo amados…

Foto por Mathias P.R. Reding em Pexels.com